A Telépsia foi criada em 1970, tendo sido uma das primeiras empresas de psicologia a surgir em Portugal. Distinguiu-se e ganhou reconhecimento pela sua atividade de assessoria junto de escolas de todos os graus de ensino, sob as formas de aconselhamento e avaliação dos fatores cognitivos e da maturidade. Acompanhando sempre a evolução técnica e científica da Psicologia, tem vindo a alargar as áreas de atuação, oferecendo atualmente serviços nas vertentes: Psicologia Clínica/Psicoterapia – Orientação Escolar e Profissional – Recrutamento e Seleção – Terapia da Fala – Nutrição – Ensino Especial e Apoios Educativos.

Cronologia

A Telépsia iniciou a sua atividade com a designação Telépsia – laboratório de investigação e aplicação de psicologia, Lda.

O nome está associado ao facto da empresa aplicar testes por todo o país – “psicologia à distância”

A Telépsia foi a primeira empresa de psicologia em Portugal a realizar testes psicotécnicos elaborados em parceria com a TEA EDICIONES – Empresa Espanhola de testes psicológicos.

Em 1976, a Telépsia criou o Telejogo que consiste numa serie de atividades de estimulação de diferentes áreas do desenvolvimento infantil, como sejam, a perceção visual, a psicomotricidade, a lateralidade/orientação espacial, o raciocínio numérico, raciocínio verbal, memória, entre outras. Material concebido para faixas etárias compreendidas entre os 3 e os 10 anos de idade.

Ano de renovação na Telépsia com a passagem da empresa para novos Sócios. Este foi um ano marcante que levou a uma série de alterações na empresa, nomeadamente a nível estratégico e operacional.

A Telépsia, ao longo deste ano e seguintes, alarga os serviços e aumenta o número de colaboradores, adoptando uma nova imagem (Telépsia 2) e assumindo a designação de Telépsia II – Centro de Psicologia, Lda.

A Telépsia 2 consegue fechar um conjunto de protocolos com seguradoras, organizações e grupos empresariais, permitindo alargar o seu leque de atuação e aumentar de forma substancial o numero de potenciais clientes e clientes efetivos.

Início da colaboração com a Cegoc na aferição (para a população portuguesa) de provas psicológicas espanholas que avaliam as aptidões intelectuais.